A psicanálise de crianças: considerações a partir da transferência

Clarissa Teixeira Seixas, Ana Maria Matos Rodrigues, Júlio César Diniz Hoenishc

Resumo


O presente artigo é resultado de uma revisão de literatura acerca da psicanálise de crianças, tendo por objeto o percurso conceitual da transferência na análise com crianças. A discussão é ordenada em três momentos históricos estabelecidos por Ricardo Rodulfo, e aborda os principais pioneiros da psicanálise e suas contribuições teóricas para o atendimento de crianças. A partir deste resgate histórico com base nas obras de Freud e o pensamento de outros psicanalistas como Anna Freud, Melanie Klein, Lacan, Françoise Dolto, Maud Mannoni e Donald Winnicott busca-se compreender a diferença entre psicanálise de adulto e criança a partir do conceito de transferência, por ser uma experiência viva e necessária para que a transmissão da psicanálise seja possível.

Palavras-chave


Psicanálise; Criança; Transferência;subjetividade; epistemologia

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Diálogos Possíveis. ISSN impresso 1677-7603
ISSN eletrônico 2447-9047