A imagem gay-friendly do carnaval de Salvador como elemento do desenvolvimento regional da cidade e de afirmação de respeito aos direitos humanos.

Alyne Cosenza, José Euclimar Xavier de Menezes

Resumo


O presente artigo discute como a imagem temporária da cidade de Salvador na época do Carnaval, representando a igualdade de direitos através do acolhimento a grupos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros (LGBTTT), pode valorizar o potencial turístico da cidade e sua representatividade no exterior, atraindo empreendimentos e impulsionando a economia.  A análise será baseada na observação do incremento dos serviços de lazer e turismo no período da festividade e no comportamento dos habitantes da cidade no mesmo período. A metodologia se dará pela coleta de dados publicados na imprensa local e referências bibliográficas sobre Salvador e sobre direitos humanos. O artigo se dividirá em três partes. Na primeira, será abordada a relação dos soteropolitanos com a questão da sexualidade. A segunda secção versará como a imagem da cidade no período carnavalesco é refletida no mundo. O terceiro e derradeiro corte tratará sobre o potencial de desenvolvimento através da imagem de cidade que respeita os direitos humanos.  


Palavras-chave


Gay-Friendly; Imagem da cidade; Direitos Humanos; Desenvolvimento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Diálogos Possíveis. ISSN impresso 1677-7603
ISSN eletrônico 2447-9047