Infâncias

Maria de Fátima Pessoa Lepikson

Resumo


A despeito da melhoria dos indicadores sociais do Brasil, a realidade de grande parte das crianças e adolescentes ainda é de elevado nível de desproteção. Tem-se, em função do conhecimento e das pesquisas realizadas ao longo dos últimos anos, a responsabilidade social e acadêmica de socializar o conhecimento sobre uma cruel realidade. Apesar dos direitos conquistados a partir da década de 80 e das ações afirmativas dos últimos anos, até hoje milhões de crianças e adolescentes brasileiros vivem em situação de extrema vulnerabilidade, mas este quadro pode e precisa ser revertido. Este, portanto, é o objetivo primordial deste texto. Para alcançá-lo, discuto as ideias construídas sobre a infância a partir de sua condição de classe. Concluo o texto demonstrando que a condição de inserção socioeconômica dos sujeitos em questão diferencia tempos de vida coetâneos, não só em relação ao seu presente, como também nas suas possibilidades de inserção social futuras.

Palavras-chave: infâncias, proteção, desigualdade social.

Abstract
Despite the improvement of social indicators in Brazil, the reality of its most children and adolescents is still a high level of defenselessness. As a function of the knowledge acquired during my research work over the last years, has the social and academic responsibility of socializing my conclusions about this cruel reality. Despite the rights gained from the 80s and affirmative actions in recent years, even today millions of Brazilian children and adolescents are living in a situation of extreme vulnerability, but this situation can and must be reversed. This is, therefore, the primary objective of this paper. To reach it, I discuss ideas built about children taking in account their class condition. Concluding demonstrate how the socioeconomic condition of the children of similar age have different time of living, not only in relation to their present, but also on their potential for future social inclusion.

Keywords: Childhoods; Protection; Social Inequality.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Diálogos Possíveis. ISSN impresso 1677-7603
ISSN eletrônico 2447-9047